Blog

Confira nossas notícias

GRÁVIDAS E AS TATUAGENS.

images-(1).jpg

Grávidas e as tatuagens.

Atualmente muito comentado nas redes em função da grande adesão do público feminino à tatuagem, o qual entrou de cabeça no gosto pelos rabiscos na alma e cada vez maiores, as mulheres devem ter um cuidado muito especial ao tratarem do assunto gravidez e tatuagem.

O dilema: Pode ou não tatuar durante a gravidez?

A recomendação vem praticamente em tom de proibição médica. Não!

E isso ocorre devido a uma série de riscos os quais se devem ter especial atenção. Listamos alguns importantes para o conhecimento das futuras mamães:

  • No ato de tatuar-se há a possibilidade de uma queda de pressão durante o procedimento, que pode causar danos seriíssimos ao feto. Durante o procedimento por mais tranquilo que a pessoa esteja e/ou acostumada, o organismo libera adrenalina (A adrenalina é um hormônio simpaticomimético e neurotransmissor. Em momentos de “stress”, as suprarrenais secretam quantidades “ABUNDANTES” deste hormônio que prepara o organismo para grandes esforços físicos, estimula o coração, eleva a tensão arterial, relaxa certos músculos e contrai outros. fonte: wikipedia) E que por sua vez, via corrente sanguínea, vão direto ao feto, podendo assim, causar danos ao desenvolvimento do mesmo;
  • A eficiência do sistema imunológico durante o período de gravidez baixa drasticamente, assim abrindo possibilidade de infecções no local da tatuagem;
  • Esteticamente também descrito, é recomendado um período de pelo menos 40 dias após o parto para realizar uma tatuagem, pois além do risco imunológico, a pele da mulher fica extremamente elástica e certamente afetará em qualquer possibilidade de desenho;
  • Após o parto durante o período de amamentação também não é recomendável tatuar-se, pois não existem estudos comprovados que inibem os efeitos das tintas sob qualquer relação no contato com o bebê.

Logo, mamães, aguardem para homenagear seus pequenos buscando orientação médica para a liberação, pois os riscos são altos e extremamente nocivos às mamães e bebês inclusive.

Enquanto isso, a tarefa é do papai que já deixa seu registro rabiscado na alma em nome do amor fraterno.